Mestre Faisca

Mestre Faisca 1

“Eu vim de uma fam√≠lia humilde, da √°rea rural de S√£o Paulo, criado por minha m√£e, que ainda cuidava de meus sete irm√£os. E em meio a tanta dificuldade, foi na cultura, atrav√©s da Capoeira Angola, que eu constru√≠ meu car√°ter e a sensibilidade pelos problemas sociais grav√≠ssimos do nosso pa√≠s”

( Mestre Faísca)

RESUMO BIOGR√ĀFICO DE MESTRE FA√ćSCA

Mestre diretor e coordenador do CEDANZE · Internacional

Inf√Ęncia

Nascido em S√£o Jos√© do Rio Pardo, interior do Estado de S√£o Paulo, Lu√≠s Roberto Ricardo, hoje conhecido como Mestre Fa√≠sca, filho de Maria Aparecida da Silva Ricardo e Jos√© Ricardo Filho, foi criado pela sua m√£e na aus√™ncia do seu Pai, ao lado de mais 7 irm√£os.¬† Para o sustento dos filhos, a hero√≠na Maria lavava roupa e cozinhava em casa de fam√≠lia. Chegou a acumular v√°rios of√≠cios ao mesmo tempo, trabalhando durante o dia na cozinha de um hotel e √† noite em um restaurante, pouco podendo ficar em casa. Mestre Fa√≠sca, desde a inf√Ęncia se interessava por esportes, e costumava ir a um mato ralo, no bairro Jo√£o de Souza, treinar com colegas. A m√£e, cansada de sofrimento, n√£o aprovava esta atitude. Ela achava que seu filho teria que estudar e ter carteira profissional assinada, pois luta era coisa de gente √† toa.

Início na Capoeira
A partir de uma vis√£o afro-descendente, de que se nasce Capoeira, foi na adolesc√™ncia que Mestre Fa√≠sca come√ßou a se orientar com os movimentos da luta-arte. Seu in√≠cio se deu em S√£o Jos√© do Rio Pardo ‚Äď SP, com um capoeirista de nome Luiz Carlos Viana, e que tempos depois abandonou a Capoeira.¬† Mestre Fa√≠sca, que n√£o desistiu, veio ministrar suas primeiras aulas de capoeira na cidade de Mococa-SP, iniciando seu primeiro grupo. Em seguida, buscou apoio junto ao Mestre Izael Teixeira, na cidade de S√£o Carlos ‚Äď SP, que n√£o lhe negou. Mestre Fa√≠sca, ent√£o, iniciou uma luta incessante para o resgate da Capoeira Angola, que √† √©poca, no estado de S√£o Paulo em sua regi√£o, era intitulada somente de ‚ÄúCapoeira‚ÄĚ.

No ano de 1991 realizou sua primeira aula de Capoeira com Mestre Jo√£o Pequeno de Pastinha, na Universidade de S√£o Paulo ‚Äď USP, o qual, mais tarde, se tornaria seu Mestre. Mestre Izael, opta por resgatar a Capoeira Regional de Mestre Bimba, per√≠odo em que Mestre Fa√≠sca se desliga da escola, dando continuidade √† capoeira com seu grupo e ap√≥s muita pesquisa e trabalho, chega √† ess√™ncia da Capoeira Angola que tanto idealizava.¬† Durante suas pesquisas, Mestre Fa√≠sca teve uma pequena passagem, unindo seu grupo de Capoeira Angola com o Grupo Semente do Jogo de Angola, mas logo observou que este n√£o correspondia √†s suas expectativas, vindo em seguida a se desligar.

Em Salvador
Em 1996, fixou resid√™ncia em Salvador, indo ao encontro daquele que lhe realiza – Mestre Jo√£o Pequeno de Pastinha. Logo come√ßou a fazer parte da Academia de Jo√£o Pequeno de Pastinha – Centro Esportivo de Capoeira Angola no Forte Santo Ant√īnio Al√©m do Carmo.
Mestre Fa√≠sca e demais alunos que freq√ľentavam o Forte Santo Ant√īnio √† √©poca, se sentem privilegiados, recebendo aulas pr√°ticas de Capoeira Angola diretamente de Mestre Jo√£o Pequeno de Pastinha, que retornava a ministrar aulas todas as segundas-feiras. Com o passar do tempo, seu esfor√ßo √© valorizado, tendo seus trabalhos realizados no estado de S√£o Paulo e na Bahia reconhecidos pela comunidade capoeir√≠stica nacional e internacional.

Formatura

Em 2001, em uma reuni√£o, Mestre Jo√£o Pequeno de Pastinha profere uma frase: “Vou formar o Fa√≠sca √† Mestre, pois o trabalho dele est√° bonito e ele est√° merecendo”. No dia 14 de outubro do mesmo ano, em evento realizado na Academia do Forte Santo Ant√īnio Al√©m do Carmo, Salvador-Ba, Lu√≠s Roberto Ricardo recebe pelas m√£os de Mestre Jo√£o Pequeno o t√≠tulo de Mestre, oficializando-o como Mestre Fa√≠sca frente √† comunidade capoeir√≠tica. Para Mestre Fa√≠sca, a orienta√ß√£o de Mestre Jo√£o Pequeno de Pastinha confirmou o caminho a ser seguido. Deu a ele a certeza de como agir no relacionamento com o outro e com a Capoeira. Foi com ele que Mestre Fa√≠sca, pela primeira vez, conheceu o sentido da rela√ß√£o Mestre-Disc√≠pulo. E desde ent√£o, a Capoeira Angola adquire para Mestre Fa√≠sca uma import√Ęncia vital. Ele n√£o concebe outro caminho para si diferente deste, trilhado at√© hoje.

Atualmente, Mestre Fa√≠sca est√° na dire√ß√£o direta da Academia de Jo√£o Pequeno de Pastinha Centro Esportivo de Capoeira Angola¬†do Rio Vermelho, vale das pedrinhas Salvador – Ba. Al√©m desta, Mestre Fa√≠sca coordena n√ļcelos da AJPP- CECA¬†localizadas em outros estados e pa√≠ses.

O trabalho realizado pelo Mestre Faísca tem o objetivo de preservar a Cultura Africana através da Capoeira Angola, sob o viés da técnica de Mestre João Pequeno de Pastinha, utilizando-a como elemento de mudança sócio-educativa.

An√ļncios